segunda-feira, 7 de maio de 2012

Ministério Público pretende proibir grandes eventos evangélicos nas ruas para evitar congestionamentos e barulho (Infelizmente, é o imoralismo do "Direito Positivista", naturalista, laicista e prol pederastia e logo logo a imundícia da Ped....)

A realização de grandes eventos evangélicos em vias públicas na cidade de São Paulo se tornou alvo de investigação do Ministério Público Estadual.

O MP abriu inquérito para apurar a investigação de eventos religiosos em vias públicas, com a intenção de limitar grandes encontros religiosos, de acordo com informações do jornal “O Estado de S. Paulo”.
Geralmente, grandes eventos geram interrupções no tráfego, congestionamentos e excesso de ruído, segundo o MP.

Em entrevista concedida ao site Notícias Cristãs, o pastor e doutor Rubens Teixeira declarou que “se o Ministério Público Estadual de São Paulo quiser limitar todos os eventos em vias públicas (religiosos, sindicais, culturais, esportivos, etc), pode ser algo razoável. Contudo, querer impedir apenas eventos evangélicos é uma clara perseguição religiosa contra os brasileiros evangélicos”.

Teixeira afirmou ainda que eventos que constituem direitos secundários estão sendo privilegiados, em relação aos eventos que simbolizam direitos fundamentais: “Boa parte dos grandes eventos que impactam o trânsito em vias públicas são com fins comerciais privados, como corridas automobilísticas e eventos esportivos de um modo geral, além dos musicais, e outros travestidos de razões culturais, não embasados em direitos fundamentais”.

Fonte: Gospel+

Divulgação:

http://cultura-calvinista.blogspot.com/

http://metodologiadoestudo.blogspot.com/

http://direitoreformacional.blogspot.com/

http://biologiareformacional.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário