quinta-feira, 7 de abril de 2011

Apoiamos urgente PRISÃO PERPÉTUA para pedófilos!

MAGNO MALTA

Senador evangélico exige prisão perpétua a criminosos de pedofilia

Em pronunciamento em Plenário nesta terça-feira, 5, o senador Magno Malta (PR-ES) defendeu mudanças na Constituição e no Código Penal.

Entre as alterações sugeridas estão a possibilidade de prisão perpétua para condenados por crimes contra a liberdade sexual de crianças e adolescentes e a obrigatoriedade do teste do bafômetro.

A Constituição proíbe a aplicação de penas de caráter perpétuo e inclui tal disposição entre as chamadas cláusulas pétreas, que não podem ser abolidas por meio de emendas. Apenas uma Assembleia Nacional Constituinte poderia mudar a regra. No entanto, há quem entenda ser possível mudar as cláusulas pétreas por meio de plebiscito seguido de emenda, como sugere o senador. Magno Malta informou que levará a questão à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Outra alteração proposta pelo senador na legislação brasileira é a obrigatoriedade do teste do bafômetro. Atualmente, o motorista não é obrigado a realizar o teste porque a lei lhe garante o direito de não produzir prova contra si.

“As pessoas matam bêbadas no trânsito e infelizmente não são obrigadas nem a fazer o bafômetro. O outro é obrigado a conviver com um tubo na garganta, tetraplégico, em uma cadeira de rodas, usando fraldas, com a família tomando conta. Esse não tem direito a nada, atropelado por um bêbado. Mas o bêbado tem direitos: ele não faz nem o bafômetro”.

Para o senador, tanto o Código Penal quanto o Código de Processo Penal “estão a serviço do crime, e não da sociedade brasileira”.

Atletas e bebidas

Magno Malta quer também que vídeos gravados em sistema de monitoramento eletrônico sirvam como flagrante e que atletas de renome sejam impedidos de fazer propaganda de bebida alcoólica.

“Estou entrando com um projeto de lei que proíbe o atleta que chega à seleção brasileira de se tornar garoto-propaganda de bebida alcoólica. Nós não podemos permitir que alguém que se torna uma referência nacional e destrua a vida de uma criança, ajude em uma má formação” defendeu.

Fonte: http://www.creio.com.br/2008/noticias01.asp?noticia=13195

Nenhum comentário:

Postar um comentário