quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Desembargador usa de magia negra contra colegas da Justiça do Tocantins


O desembargador Liberato Póvoa (foto), do Tribunal de Justiça do Tocantins, pediu a uma pessoa identificada como Reinaldo que fizesse um trabalho de magia negra contra os seus colegas de tribunal e ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça).


A Polícia Federal interceptou e-mail no qual Póvoa pede que o suposto pai de santo “cerque” os seus inimigos. "Se houver alguma despesa, pode fazer, pois é muito importante eu ‘fechar o corpo'".

Ele diz no e-mail que talvez os seus desafetos também estejam "protegidos", ou seja, que eles também tenham recorrido ao transcendente para se defender de feitiços.

Afastado do TJ desde dezembro, o desembargador está sendo investigado pela PF sob a suspeita de venda de sentença e de autorização de precatórios envolvendo pagamentos de R$ 100 milhões. Na época das últimas eleições, Póvoa emitiu sentença censurando jornais.

A expressão “magia negra” consta de um relatório do ministro João Otávio de Noronha, relator do caso da venda de sentenças no STJ.

Na avaliação de Ronaldo Guilherme Campos, delegado da PF, o e-mail de Póvoa indica que ele sabia estar sendo investigado.

Com informação da Folha.

Via: http://aigrejaaogostodofregues.blogspot.com/2011/02/desembargador-usa-de-magia-negra-contra.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário